-->

domingo, julho 20, 2008

Desabafo

Ah, se o meu calado colo falasse,
Choraria bem baixinho a tua falta
E ordenaria assim a tua volta,
Como se então, tudo o mais me bastasse.

Menino, se o teu amor me faltasse,
Recitaria em furor uma pauta
E acalmaria meu lábio que salta,
Quando tua boca, a minha calasse.

Só não saia de mim tão de repente,
Como um ator que uma cena ignora;
Deixa de lado um pedaço de si;

Que no melhor dos papéis vai embora,
Sem lembrar que a solidão é urgente...
...Ai de mim que necessito de ti!

4 comentários:

Rafaela Mendes disse...

Eu adoro esse...

Eduardo Falconi disse...

Nossa, tava com saudades dos teus sonetos.

paticabral disse...

queremos livro publicado urgentementeeeeeeeeeee, eita menina que tem estrela, rss,bjs moça

www.manufaturanova.blogspot.com disse...

Que liiiiiiiiiiiiinnnnnnnnddddddooooooooooooo!! Meu Deusu!! TU escreve muito bem guria!!*.*