-->

sábado, junho 28, 2008

Vinho de Fel

Bebi o teu amor a longos tragos
Como um divino e mais raro dos vinhos
Talvez tenha perdido nos caminhos
Os motivos que agora são tão vagos

Os meus sonhos agora tão amargos
O teu olhar em mim, hoje incerto
E o amor que pra mim tava tão perto
Levou para bem longe teus afagos

O vinho, meu Amor, quero bebê-lo!
Na mesma taça erguida em tuas mãos
Em minha boca quero assim vivê-lo

Que importa tudo e as ilusões passadas
Que importa tudo, esse orgulho vão
Se quero nossas taças enlaçadas.

2 comentários:

Paula disse...

Minha amiga escreve muito gente...rsrss
Parabéns menina que Deus continue iluminando seus caminhos sempre e essa cabecinha para continuar escrevendo seus amores,alegrias...
bjos

Valéria disse...

Que lindo, menina. Que romântico!