-->

domingo, junho 29, 2008

Sonho

Sonhei que ganhava uma linda rosa
Consolo pra noite tão dolorosa
Queria eu ser a própria primavera
Não precisar sonhar, ai, quem me dera!

Tinha um bilhete, letra carinhosa
Perdia perdão a mão tão dolosa
Pedia esquecer qualquer longa espera
Porque tudo passou e foi quimera

No sonho não via seu lindo rosto
Nem sentia em minha boca seu gosto
Como gostar deste sonho então?

Queria um sonho sem verso nem prosa
Pensando bem, nem precisa de rosa
Basta ter sempre no corpo a sua mão.

1 comentários:

rafaela disse...

Maíraa, seu blog tá lindoo !!!
Vê se agora não para de escrever, tá? Tô aqui acompanhando tudo !
aahh, coloca fotos !!
Bjuu