-->

segunda-feira, setembro 15, 2008

Saudade

Vontade de estar junto sem poder...
É dor que dá no peito sem querer;
Mistura de paixão e agonia,
Que dilacera e deixa a alma vazia.

Posso suportar, sim! O que dizer?
Se nada mais me leva até você...
Se o sol veste seu luto todo dia...
Para velar o amor que existia.

Será que tens idéia da saudade
Que pouco a pouco mata por maldade,
Como quem flor por flor mata um jardim?

Não acho que tenhas conhecimento
Da falta que me faz, do meu tormento,
Senão, correndo, voltava pra mim!

6 comentários:

paticabral disse...

ah! saudade, as vezes dói neh, mas sabe que as vezes não vale a pena, aprendi a querer do meu lado quem quer estar, não é fácil, mas quando dá certo é tão bom!!!rss
beijocas amoreca

Ju disse...

como já dizia Vinícius de Moraes

"Vai, minha tristeza, e diz a ela
Que sem ela não pode ser
Diz-lhe, numa prece, que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer..."

Ronin Becker disse...

esse poema tem relata bem o q estou passando no momento, mas estamos juntos, só a distancia q atrapalha. parabens pelo blog! bjs e sucesso

Daniel Vasconcelos disse...

"Será que tens idéia da saudade
Que pouco a pouco mata por maldade,
Como quem flor por flor mata um jardim?

Não acho que tenhas conhecimento
Da falta que me faz, do meu tormento,
Senão, correndo, voltava pra mim!"



Essa parte diz tudo o que estou passando no momento, as vezes é muito difícil, quase impossível de controlar.

Muito bom seu blog!


Entra lá:
www.blogdozamigos.blogspot.com

Murillo Leal disse...

ééé maira a Saudede é uma palavra exclusivamente da lingua portuguesa...
mas todos sentimos!

http://murilloleal.blogspot.com/

PArabens te assisti na Hebe!

xD

Caty Sampaio disse...

Muito legal teu blog!Bj, e parabéns!