-->

segunda-feira, julho 28, 2008

Devoro-te

E acordei com muita fome. Foram quase 5 meses de inanição. Despertei com urge de te devorar. Comecei na segunda-feira, e foi tua boca que mastiguei. Na terça, tive seu pescoço (foi inteiro, quase que numa única mordida). Quarta não perdoei teus braços. Demorou um pouco mais, porque são fortes e insistiam em me apertar, o que mexeu um pouco comigo, confesso, mas logo voltei ao meu objetivo: comer seu corpo inteiro! Não dava pra ignorar tanta fome, apesar de seus apelos. Suas lágrimas não me comoveram por mais de 3 minutos (o tempo que durou aquele beijo). Tive que deixar sua língua se acostumar com a minha boca, pra só então atacá-la, num golpe certeiro, como uma planta carnívora. Que delícia sua língua! Fecho os olho e ainda sinto na minha boca. Suas costas foram mais trabalhosas, porque tem aquele cantinho que adoro e me perdi um pouco nele. Aquela curvinha que faz bem na base me tira um pouco de órbita. Tive que amarrá-lo nessa hora, não havia outro jeito. Então pude superar a curvinha e dilacerar suas coxas. Não pensava que seria tão difícil romper seus músculos. Mas o fiz: um a um. Ainda tenho o gosto na garganta. Depois disso, saciar meu desejo na sua barriga não foi nenhum desafio. Você já estava molinho nos meus braços. Seu peito já pedia meus dentes, minha boca, minha língua.

Quando foi sexta-feira, o que restou de ti já havia aceitado o fato de ser todo meu, cada pedacinho, cada pele e osso da sua existência. E hoje, segunda-feira outra vez, só existo porque te comi.

15 comentários:

Ane disse...

Hehe... adorei o texto! Criativo, ousado!! =)

Breno Lucano disse...

Estas linhas lembraram-me Marquês de Sade.

Márcio Daniel Ramos disse...

Bayronismo, em pleno secúlo XXI...
que interessante. nunca gostei do estilo, mais é arte, é diferente. parabéns a você pelo resgate deste estilo literario.

Anônimo disse...

ufa... devolve...
meu folego
Agora!!!!

www.manufaturanova.blogspot.com disse...

Concordo com o "anônimo" de cima!!

*.*

Deu vontade de comer meu namorado.
No sentido literal da palavra, hehe!!XDDD

Ótima escrita a sua, mocinha!! Esplêndida escrita e forma de retratar as coisas.

paticabral disse...

fantastic!! beijocas linda

Rosinha disse...

Nossa que texto.. como posso dizer... ousado!!!
Mto bom... bom mesmo!!!

http://rosarenan.blogspot.com

Angel Ilanah disse...

olhaaaaaaaaaa, encontrei um texto irmão do meu, dê uma olhada, o meu se chama " Só quer me comer?!"

...
canibalismo e sexo, tudo misturado , só doidera,
muito bom o seu texto , parabens

link do meu
http://sushidebanana.blogspot.com/search/label/Poesia

DEZinha disse...

Uhullllllllll
Arrasou hein amiga, adorei o texto!!!
Ousado sim, + interessante pracas!!! rs*
T Dolo mtão!!!
By DEZinha... ♥♥♥

marcelo_mafl disse...

Ousadia!Criatividade!

http://fraturadisposta.zip.net/

pessimista disse...

Que belo texto. A humanidade por si faz com que as pessoas tenham que devorar os semelhantes, a lei da sobrevivência. Aplicando em outro contexto, e com tuas palavras, o real torpe tornou-se quase poético.

Mirella Casquilho disse...

que legal =)

Gustavo Hermes Soares disse...

Que moça esfomeada. hehehe

eu sou fissurado por finais.
adoro os desfechos.

e o seu nao deixou nada a desejar.
tbm... depois de tudo aquilo? heuhe

Marcos Costa Melo disse...

Antropofagia amorosa!

abs

isabela disse...

maravilhosoo o texto!